SUA IMPRESSÃO DIGITAL

Loope Editora

Os livros são consumidos de todas as formas no mundo de hoje. Não existem mais fronteiras em um planeta no qual autores de um continente são imediatamente descobertos por leitores do outro lado do globo. A Loope Editora existe para conectar diferentes mundos através dos livros – no papel ou nos bytes. Aos novos autores – a nossa identidade – a oportunidade de transformar seus universos de fantasias e conhecimentos em produtos reais e acessíveis. Aos leitores – a nossa missão – oferecer comodidade no acesso aos livros e o encontro com pérolas esquecidas da literatura. Explore o nosso site e saiba mais!

Autores
PUBLICAÇÃO

Autores

Romance, poesia, ficção, não-ficção, cultura e espiritualidade católica, textos acadêmicos, literatura regional: uma das nossas missões é descobrir, publicar e distribuir, de forma ampla e acessível, novos autores no mercado editorial brasileiro. Não perca a chance de realizar o seu sonho e publicar a sua obra (impressa e digital) nos principais canais de vendas online do país e do mundo.

Editoras
DIGITAL

Editoras

São anos de experiência no mercado de livros digitais, atendendo editoras e autores independentes de todo o país. Produzimos mais de 1.700 eBooks a partir de inúmeros formatos (InDesign, PDF, LaTEX, Word, PageMaker, QuarkXPress, etc.). Com preços e prazos justos, terceirize a produção da sua editora com uma empresa experiente e especializada no desenvolvimento de livros digitais.

Serviços
PRODUÇÃO

Serviços

Nós trabalhamos com todas as etapas do processo de produção de um livro: revisão textual, preparação de originais, tradução, projeto gráfico, diagramação, criação de capa, tratamento de imagens, ISBN, ficha catalográfica, impressão sob demanda e publicação. Se você precisa de qualquer um desses serviços, entre em contato e trabalhe com quem realmente entende do assunto.

Lançamento

Do Sigiloso

Em Do sigiloso, Anelito de Oliveira reúne cinco interlocuções críticas com a poesia de João Evangelista Rodrigues, mineiro nascido na cidade de Arcos em 1948 e em plena atividade, vivendo no momento em Japaraíba, região Oeste das Minas.

 

Todos os trabalhos foram demandados no bojo de uma convivência “na poesia”, como posfácio, prefácio, análise, resenha e entrevista, e representam, sobretudo, o esforço de um jovem crítico de compreender, de modo criterioso – algo bastante raro -, o trabalho de um poeta significativo especialmente na poesia mineira contemporânea.
Lançamento

O mais tardar do amanhã

“A vida é agradável, claro que não é o ideal. A morte deve ser pacifica, serena e tranquila. O que incomoda é o medo do desconhecido. A ideia de deixar de existir não é fácil. Essa transição, entre a vida e a morte, é de cortar o coração de um bom vivente que se recusa a partir.”

Lançamento

Visões de João Manoel: a dupla imagem da poesia

Difícil fotografar o silêncio… é indeterminado, é de todos, é para todos. Um espaço comum e individual. Amplo e restrito. Para João Manoel ou para o infinito. É o diálogo entre a imagem e a palavra. Nas fotografias que acompanham os poemas a interação do homem e de sua obra.

Lançamento

Cuidados tópicos em cirurgia plástica estética: para profissionais da área da saúde

O Brasil se destaca em rankings mundiais, tanto em realização de procedimentos estéticos cirúrgicos quanto no consumo de cosméticos. Entretanto, a concomitância desta realidade é pouco explorada na prática clínica pelo profissional da área da saúde e o paciente, por vezes, desconhece que pode e deve contribuir para a sua própria saúde cutânea, ampliando assim as condições para uma regeneração adequada, mediante o autocuidado. Este livro Cuidados Tópicos em Cirurgia Plástica Estética é direcionado aos profissionais da área da saúde e tem por objetivo ampliar o conhecimento, facilitar a indicação do cuidado tópico adequado para o paciente que irá realizar a cirurgia plástica estética e favorecer a inclusão do paciente no processo do autocuidado com a pele.

Lançamento

Coisas e não coisas

Coisas e não coisas é uma obra composta por 101 poemas, reunidos em 7 capítulos temáticos, todos permeados pela sensibilidade e escrita afiada de Joaquim Celso Freire, levando o leitor a um mundo vívido de percepções e reflexões, deflagradas pela centelha concisa de seus versos. Os poemas, em sua grande maioria, foram gestados ao longo da pandemia, envoltos em pensamentos sobre contradições políticas, as relações humanas, a natureza e o desgaste desses ambientes.

Lançamento

Jequitinhonha – Antologia Poética II

A manhã chega ao Vale do Jequitinhonha, nas asas da poesia. E a terra acorda. E se ouve os primeiros murmúrios, canoas que descem o rio nas palavras dos homens. Dos quatro cantos do Vale, cinco cantos se apresentam. Cinco poetas cantam nas páginas de “Jequitinhonha – Antologia Poética” a cumplicidade que o amor reserva aos arautos do seu tempo. A terra envolvendo os poemas em mantos de sonho. A palavra mantendo seu vínculo ancestral com o destino obscuro das coisas do mundo. Sobretudo, mudá-las. O pacto do poeta.

Entende-se “Jequitinhonha – Antologia Poética” como se do livro emergisse o Vale, naufragado no escuro esquecimento da miséria. Entende-se o canto obstinado dos poetas de uma terra afligida em dores. Como se essas dores fossem um parto: o parto da poesia. Parto de um livro. Parto da resistência digna de homens que vivem a sonhar continuamente seu tempo.

Lançamento

Jequitinhonha – Antologia Poética

A manhã chega ao Vale do Jequitinhonha, nas asas da poesia. E a terra acorda. E se ouve os primeiros murmúrios, canoas que descem o rio nas palavras dos homens. Dos quatro cantos do Vale, cinco cantos se apresentam. Cinco poetas cantam nas páginas de “Jequitinhonha – Antologia Poética” a cumplicidade que o amor reserva aos arautos do seu tempo. A terra envolvendo os poemas em mantos de sonho. A palavra mantendo seu vínculo ancestral com o destino obscuro das coisas do mundo. Sobretudo, mudá-las. O pacto do poeta.

Entende-se “Jequitinhonha – Antologia Poética” como se do livro emergisse o Vale, naufragado no escuro esquecimento da miséria. Entende-se o canto obstinado dos poetas de uma terra afligida em dores. Como se essas dores fossem um parto: o parto da poesia. Parto de um livro. Parto da resistência digna de homens que vivem a sonhar continuamente seu tempo.

DEPOIMENTOS

Com a palavra... nossos clientes!

1793

EBOOKS

423862

PÁGINAS

45

CLIENTES

32688

CAFÉS, SUCOS E CHÁS
Ao longo dos anos produzimos mais de 1.500 eBooks para algumas das maiores editoras do país.

Clientes & parceiros

Receba informações sobre os nossos lançamentos

Fique por dentro!